30 de abril de 2019

25 de Abril na escola




No passado dia 26, no átrio do bloco A da EB nº2 de Avelar, assinalaram-se os 45 anos do 25 de Abril. A iniciativa foi da Biblioteca Escolar em articulação com as disciplinas de História, Educação Visual e Educação Musical. Num primeiro momento, procedeu-se à inauguração de uma exposição retrospetiva, que recorda a crise Académica de 1969, e algumas personalidades politicas determinantes do antes e do depois de 25 de abril. Dela, constam ainda um conjunto de 11 telas pintadas pelos alunos do 9º ano nas aulas de Educação Visual e uma réplica de 39 fotografias e um retrato da exposição de fotografia O 25 de Abril de 1974 de Alfredo Cunha, com textos e legendas de Adelino Gomes. 

Conhecido como o fotógrafo de Abril, Alfredo Cunha mostra os diferentes momentos do que foi o dia 25 de abril de 1974, no ano em que se comemoram 45 anos sobre o evento histórico português. As fotografias que o jovem fotojornalista captou retratam as colunas militares nos pontos-chave, tendo algumas ficado para a história como das mais emblemáticas da revolução, como o retrato do capitão Salgueiro Maia. 

A iniciativa terminou ao som da canção de Zeca Afonso que marcou aquela data e simboliza o regresso à liberdade, Grândola Vila Morena, entoada pelos alunos do 6º E, acompanhados pelo Professor Pedro Falacho. 

Ainda nesse dia, durante os intervalos, projetou-se um pequeno documentário Revolução do 25 de Abril, com edição gráfica do aluno Pedro Madruga para a Comunidade Educativa. Foi também sugerido aos professores de História e de Português o seu visionamento e que fosse proposto às turmas uma reflexão sobre a importância da Liberdade, apresentando o resultado numa frase e/ou pequeno texto a entregar na Biblioteca Escolar.

Professora Conceição Ferreira


Podes ver abaixo (clica na imagem) o trabalho realizado pelos alunos e professores, uma vez mais graças à colaboração do professor Mário Marinho e do Clube de Fotografia.








25 de abril de 2019

25 de Abri l- Dia da Liberdade


NÃO PASSARÃO

Não desesperes, Mãe!
O último triunfo é interdito
Aos heróis que o não são.
Lembra-te do teu grito:
Não passarão!

Não passarão!
Só mesmo se parasse o coração
Que te bate no peito.
Só mesmo se pudesse haver sentido
Entre o sangue vertido
E o sonho desfeito.

Só mesmo se a raiz bebesse em lodo
De traição e de crime.
Só mesmo se não fosse o mundo todo
Que na tua tragédia se redime.

Não passarão!
Arde a seara, mas dum simples grão
Nasce o trigal de novo.
Morrem filhos e filhas da nação,
Não morre um povo!

Não passarão!
Seja qual for a fúria da agressão,
As forças que te querem jugular
Não poderão passar
Sobre a dor infinita desse não
Que a terra inteira ouviu
E repetiu:
Não passarão!

                                   Miguel Torga

Abril na escola

em construção

Semana da Leitura





em construção

23 de abril de 2019

Dia Mundial do Livro



Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor






O Dia Internacional do Livro, um evento comemorativo com origem na Catalunha (Espanha), celebrado inicialmente em 05 de abril de 1926, em comemoração do nascimento do escritor espanhol Miguel de Cervantes, foi proposto pelo escritor valenciano Vicent Clavel Andrés na Câmara Oficial do Livro de Barcelona.

Em fevereiro de 1923, o governo espanhol, presidido por Miguel Primo de Rivera, aceitou a data e o rei Alfonso XIII assinou o decreto real que instituiu a Festa do Livro Espanhol e o prémio literário Miguel de Cervantes.[1]
No ano de 1930, a data comemorativa foi alterada para 23 de abril, dia do falecimento de Cervantes. 

Fonte: Wikipédia










Nome indissociável da literatura para os mais novos, Maria Alberta Menéres publicou mais de três dezenas de livros para as crianças, entre eles obras que têm atravessado gerações, como "Conversas com versos" ou "O poeta faz-se aos 10 anos".


Quando se estreou nos livros para crianças, já tinha publicado dez títulos para os leitores adultos, sobretudo de poesia. Em várias entrevistas publicadas ao longo dos anos sempre fez questão de definir-se como poeta, quer publicasse para crianças ou não.

Nascida em Vila Nova de Gaia a 25 de agosto de 1930, licenciou-se em Ciências Histórico-Filosóficas. O ensino a que se dedicou toda a vida foi conciliado não só com a escrita de livros e a vida familiar, mas também com a direção de programas infantis da RTP durante 12 anos, de 1974 a 1986.

Em 1960, venceu o Concurso Internacional de Poesia Giacomo Leopardi com o livro "Água-memória".

O gosto pela escrita para as crianças atribuía-o a "infância feliz, que nunca terminou", como recordou numa das últimas entrevistas que concedeu, em 2010, ao lado da filha, a cantora Eugénia Melo e Castro.
A par do ensino e da escrita, dedicou-se a outras atividades. Foi o caso da direção de programas infantis da RTP durante 12 anos, de 1974 a 1986. Nesse ano criou o conceito do "Pirilampo Mágico", campanha de caráter solidário que ainda hoje se mantém.
No total, escreveu mais de uma centena de obras para crianças. "Ulisses", a mais popular, já vai nas 45 edições e registou mais de um milhão de exemplares vendidos.
Ouvido pelo JN, o escritor António Mota recordou uma "amiga que gostava de ajudar os autores mais jovens", destacando o convite que lhe endereçou no início dos anos 80 para participarem na série "Vitinho". "Era sobretudo uma pioneira. Foi a primeira autora a deslocar-se às escolas para falar de livros", concluiu o autor, que celebra este ano quatro décadas de atividade literária. 


Font: https://www.jn.pt/artes/interior/morreu-a-jornalista-e-escritora-maria-alberta-meneres-10799997.html


4 de abril de 2019

Semana da Leitura

Abril – Mês de Leituras, Livros e Revoluções
No Agrupamento de Escolas de Ansião, deu-se início ao mês de abril com a dinamização da Semana da Leitura que decorreu no final do segundo período, de 1 a 5 de abril, tendo por base o lema Leitor Hoje, Leitor Amanhã.

Foram muitas e variadas as atividades desenvolvidas abrangendo todas as Escolas e Ciclos de Ensino:

Na manhã do dia 1 de abril, os alunos do 7.º ano da Escola Básica e Secundária Dr. Pascoal José de Mello e do 8.º ano da Escola nº 2 de Avelar participaram numa palestra, dinamizada pela Professora Doutora Helena Henriques, subordinada ao tema “Livros…janelas para a Ciência, portas para a História!”.

No período da tarde, os alunos do 6.º ano da Escola de Ansião, dirigiram-se à Biblioteca Municipal, onde tiveram oportunidade de assistir a uma sessão de poesia, com as Cornucópias (Grupo de Animação de Leitura, formado por elementos da Rede de Bibliotecas de Ansião). Esta sessão serviu de mote para a atividade seguinte na qual os alunos foram convidados a brincar com as palavras e a leitura, no Atelier de Poesia a Brincar.
Ainda neste dia e em articulação com a disciplina de francês, no âmbito do Dia das Ofertas Formativas do AEA, os alunos do 6.º e 8.º anos de Ansião participaram na atividade Conhecer Cinema, que incluiu uma Breve História do Cinema, seguida da Sessão de Cinema com o filme: Mas que família é esta? que teve lugar no Centro Cultural de Ansião, em parceria com a Câmara Municipal. No intervalo, os alunos puderam usufruir de um lanche, gentilmente oferecido pela Associação de Pais do AEA, a quem muito agradecemos.

Ao longo da Semana, desenvolveu-se ainda na Escola Básica e Secundária de Ansião e na Escola nº 2 de Avelar a atividade Partilhando Leituras e Visita à Feira do Livro, onde os alunos tiveram oportunidade de ouvir testemunhos de convidados que partilharam o seu gosto pela leitura e suas experiências enquanto leitores. No final, os alunos visitaram a Feira do Livro que, nessa semana, esteve aberta a toda comunidade escolar.


Também esteve em destaque, nestas duas escolas, a comemoração do centenário do nascimento de Sophia de Mello Breyner Andresen com a Exposição 100 anos de Sophia e Sophia e o mar (EBnº2 de Avelar).
No dia 4 de abril, o escritor Jaime de Oliveira Martins enriqueceu a nossa Semana da Leitura com a apresentação do seu livro Heróis do ar, tendo como público-alvo algumas turmas do 11.º e 12.º anos.

Partilhando Leituras
As crianças da educação pré-escolar e os alunos do 1º ciclo participaram na atividade Piquenique de Leituras, que consistiu numa mesa repleta de variados elementos (alimentos) de leitura: histórias, contos, adivinhas, trava-línguas, anedotas, notícias, canções, provérbios, poemas e jogos.

https://drive.google.com/open?id=0B9llKJAUcs5gNGZCemtjVFBnVHdCbXQzSlZxejdDWlZLZ3dF
Piquenique de Leituras
Decorreu ainda nesta semana a atividade O Bichinho da Poupança, esta inseriu-se no âmbito do projeto Cientificamente Provável, foi dinamizada pela Dra Inês Lisboa, do Departamento de gestão e economia da ESTG/IPLeiria e investigadora do CARME e foi direcionada às turmas com alunos de 1.º ano de escolaridade do AEA.

A Biblioteca Escolar da EBnº2 de Avelar, desenvolveu ainda as seguintes atividades:

Sessão de Poesia “Fragmentos de nós” em articulação com o Professor José Abreu – 7º e 8º anos

“Livros sobre rodas…” – Comunidade escolar

“Os escritores andam por aí!” – 1º Ciclo, 2º Ciclo, 3º Ciclo
(Imagens disponíveis clicando na foto abaixo)

Atividades- Avelar
Para terminar a Semana da Leitura, as Bibliotecas Escolares lançaram o desafio de um momento de leitura simultânea - Tod@s a ler! - no último dia da semana, sexta feira, dia cinco de abril, pelas dez horas e vinte minutos, como atividade de encerramento. Foram enviados a todos os docentes textos adequados a cada ciclo de ensino para poderem proceder à sua leitura.


As professoras bibliotecárias

Conceição Ferreira
Mª José Cristóvão


1 de abril de 2019

Semana da Leitura-1º dia

Atelier de Poesia a brincar

Começaram as atividades. E foi assim, de uma forma criativa e engraçada, na escola sede do Agrupamento de Escolas de Ansião, que foram lidos textos dos nossos maiores e melhores autores de língua portuguesa.
Assim que for possível mostraremos mais fotografias.