3 de julho de 2019

Dia Mundial do Ambiente




A Equipa da Biblioteca Escolar de Avelar, o Centro de Ocupação Juvenil de Avelar (COJ) e o Clube Europeu comemoraram no dia 5 de junho, o Dia Mundial do Ambiente, com o objetivo de assinalar ações positivas de proteção e preservação do Ambiente e sensibilizar os nossos jovens e a comunidade em geral para a necessidade de proteger o Meio Ambiente. “Coloriu-se” e inaugurou-se uma árvore na Praça Costa Rego, em Avelar, com trabalhos em tricot e croché realizados pelos idosos da Fundação Nossa Senhora da Guia, da Fundação D. Fernanda Marques e pessoas da comunidade educativa. Com esta iniciativa pretendeu-se salientar a importância da biodiversidade para a sustentabilidade do nosso Planeta. Paralelamente, no recreio do espaço escolar, foi dinamizado um jogo como forma de sensibilização para a sustentabilidade Ambiental.
As atividades envolveram os alunos/as das turmas do 5º e 6ºE, os alunos/a Inês Henriques, Inês Gonçalves, Andreia Castela e Miguel Medeiros e, ainda, os alunos do Clube Europeu.



A equipa da BE

Dia Mundial da Criança







 No dia 3 de junho, a Rede de Bibliotecas de Ansião aceitou, mais uma vez, o desafio de subir ao palco do Centro Cultural de Ansião, nas comemorações do Dia Mundial da Criança. 








Apresentou a história dramatizada - Vieste para ficar? - uma adaptação da história, integrada no livro Histórias da Ajudaris18, da autoria de jovens autores, alunos da escola de Chão de Couce, para todas as crianças do 1º Ciclo e dos Jardins-de-infância do Concelho. 



Prof. Maria José Cristóvão

9 de maio de 2019

Dia da Europa



Graças à habitual colaboração do professor Mário Marinho e dos alunos do Clube de Fotografia,  aqui ficam os registos em imagens que podem ser consultados na galeria abaixo.


Clicar para ver imagens


O Dia da Europa comemora a paz e a unidade e assinala o aniversário da «Declaração Schuman», a 9 de maio de 1950. Robert Schuman propunha a criação de uma Comunidade Europeia do Carvão e do Aço, precursora da atual União Europeia. Mas este objetivo inicial, em grande parte puramente económico, estava igualmente dotado de ambições políticas. A ideia era reunir os diferentes agentes económicos da França e da Alemanha e reduzir o risco de conflitos no futuro.


No nosso Agrupamento, este dia foi comemorado com um leque diversificado de atividades que tiveram lugar nas duas escolas, ao longo do dia.
Na Escola E.B. nº 2 de Avelar, as atividades decorreram durante o período da manhã e foram desenvolvidas pelo Clube Europeu, pela disciplina de Geografia, pela Biblioteca Escolar e pelo Centro de Ocupação Juvenil (COJ).
Ao som do hino “Ode à Alegria”, de Beethoven, foi inaugurada a exposição “Europa, Casa da Democracia”, com a presença da subdiretora, Professora Isabel Serra, a que se seguiu a plantação de uma árvore, um medronheiro, integrada no projeto “Trees for Europe”, em parceria com outras escolas da Europa (ETwinning) e com a Associação Florestal de Ansião.
As atividades culminaram com a inauguração das “Árvores Coloridas”. Esta iniciativa foi desenvolvida no âmbito do Programa Pedagógico Escola Embaixadora do Parlamento Europeu (EEPE), em parceria com o COJ, e as várias associações e entidades públicas e privadas do concelho que aderiram ao repto lançado pela Direção e realizaram/ofereceram diversas peças de croché, de cores e tamanhos diferentes, que “vestiram” quatro árvores do recinto escolar.
Também na Escola Básica e Secundária Dr. Pascoal José de Mello, se coloriram árvores (três no recinto da Escola e uma na mata municipal) através de rendas e crochés de cores, tamanhos e formatos variados realizados/oferecidos por alunos, pais, funcionários, professores e entidades públicas e privadas do concelho que se envolveram nesta iniciativa coordenada pela professora, embaixadora do EEPE, Natália Sapinho.
As “Árvores coloridas” simbolizam as diferentes culturas, raças e religiões existentes no mundo e tem como principais objetivos promover a interculturalidade, educar em prol de uma
sociedade cada vez mais justa e solidária, promover a tolerância, a inclusão, a solidariedade, a igualdade, a unidade e o respeito pela diversidade. 
A cerimónia comemorativa do Dia da Europa contou com a presença do Sr. Presidente da Câmara e de representantes de algumas associações que participaram neste projeto.
Estas atividades tiveram lugar no período da tarde e para além da Biblioteca, do Clube Europeu e do Programa EEPE, envolveu também o projeto Eco Escolas que em parceria com a Associação Florestal de Ansião levou a cabo a plantação de uma árvore, junto da entrada principal da escola, no âmbito do projeto “Trees for Europe”, enquanto ecoava na voz de um coro, constituído por alunos do 7º ao 12º, a música “Heal The world”.
No átrio principal da escola esteve patente uma exposição e um painel alusivo ao projeto nacional “Desta vez eu voto”, criada pelos embaixadores juniores e seniores da EEPE. Ainda durante essa tarde, os alunos do 7.º ano adquiriram conhecimentos relacionados com a cultura europeia e valores de cidadania relacionados com a sustentabilidade ambiental, através da ludicidade associada à realização de um peddy-paper. Esta iniciativa decorreu, também, no âmbito do projeto Eco- escolas e foi orientada por alunos de Ciências Sócio Económicas.
Ainda neste âmbito, a freguesia de Alvorge abraçou igualmente este desafio e “vestiu” também quatro árvores, no centro da freguesia. Estiveram envolvidos nesta atividade a Escola do 1º Ciclo, o Jardim de Infância, a Junta de Freguesia e a comunidade local.

O Agrupamento de Escolas de Ansião (AEA) pretendeu, assim, sensibilizar a Comunidade Educativa para a aceitação e respeito pelas diferenças, sejam elas de que natureza forem. Sociedades cada vez mais multiculturais têm de ser também sociedades inclusivas, num combate permanente a qualquer forma de discriminação e na promoção dos valores como a tolerância, a solidariedade e o respeito pela individualidade, no exercício de uma cidadania plena.
O Agrupamento de Escolas de Ansião (AEA) pretendeu, assim, sensibilizar a Comunidade Educativa para a aceitação e respeito pelas diferenças, sejam elas de que natureza forem. Sociedades cada vez mais multiculturais têm de ser também sociedades inclusivas, num combate permanente a qualquer forma de discriminação e na promoção dos valores como a tolerância, a solidariedade e o respeito pela individualidade, no exercício de uma cidadania plena.

O AEA ambicionou, simbolicamente, "vestir" as árvores das diferentes escolas com diversas peças de croché de diferentes tamanhos, cores, formatos e texturas, provando que a coesão, a união e a harmonia na Europa são possíveis, apesar da sua diversidade multicultural.

Professoras Ana Jegundo, Conceição Ferreira, Mª José Cristóvão e Paula Cotrim




Dia da Mãe


Dia da Mãe na Biblioteca Escolar







Na passada 6ª feira, dia 3 de maio, a BE recordou o Dia da Mãe, com a dinamização de um atelier, no qual se fizeram e decoraram cartões para os alunos/as presentearem as suas mães. Quem quis escreveu uma dedicatória ou um poema. 

Foram várias as alunas que aderiram a esta iniciativa dinamizada pela professora bibliotecária.







Concurso Nacional de Leitura





No passado dia 30 de abril realizou-se a Fase Intermunicipal do Concurso Nacional de Leitura de 2018/2019 em Pedrógão Grande. 

Por volta das 13h00, decorreram as provas escritas no Centro Escolar do AE de Pedrógão Grande. Depois, pelas 14h30min, na Casa da Cultura, alunos e professores bibliotecários foram recebidos pela Dra. Manuela Carvalho, Coordenadora da Biblioteca Municipal de Pedrógão Grande, que deu as boas-vindas a todos e desejou sucesso, e pelo ator Carlos Marques, que fez a apresentação das provas com interlúdios musicais bem-humorados. 
As alunas vencedoras da prova escrita prestaram uma prova oral perante o júri composto pela Dra. Margarida Lopes Calado da DGLAB (presidente do júri), pela Dra. Margarida Guedes (vice-presidente do júri) e pelo Professor Américo Lourenço da Silva. 

Pelo meio houve um delicioso lanche no exterior da Casa da Cultura e um momento musical no final, enquanto se aguardavam os resultados. 

Nesta Fase, o nosso Agrupamento esteve representado pelos alunos: Matilde Roxo e Salvador Ferreira, do 1º Ciclo; Mariana Jesus e Ema Ferreira, do 2º Ciclo; Andreia Castela e Mariana Mendes, do 3º Ciclo e Ana Mendes e Bárbara Anastácio, do Secundário. 

A participação nesta iniciativa do Plano Nacional de Leitura (PNL) mereceu contudo nota positiva - pela presença e participação dos nossos alunos nesta iniciativa, e sobretudo pela experiência que lhes proporcionou: um momento de partilha e de prazer em torno dos livros e da leitura. 

Além de contribuir para a dinamização cultural da escola, nomeadamente no que diz respeito à dinâmica de leitura que implementa, esta iniciativa fomenta o gosto pelo livro e pela escrita, concorrendo simultaneamente para a aquisição de competências transversais, tais como a capacidade de interpretação e de expressão. 



Um Bem-haja para todos os participantes! Para o ano cá estaremos e contamos convosco!

30 de abril de 2019

25 de Abril na escola




No passado dia 26, no átrio do bloco A da EB nº2 de Avelar, assinalaram-se os 45 anos do 25 de Abril. A iniciativa foi da Biblioteca Escolar em articulação com as disciplinas de História, Educação Visual e Educação Musical. Num primeiro momento, procedeu-se à inauguração de uma exposição retrospetiva, que recorda a crise Académica de 1969, e algumas personalidades politicas determinantes do antes e do depois de 25 de abril. Dela, constam ainda um conjunto de 11 telas pintadas pelos alunos do 9º ano nas aulas de Educação Visual e uma réplica de 39 fotografias e um retrato da exposição de fotografia O 25 de Abril de 1974 de Alfredo Cunha, com textos e legendas de Adelino Gomes. 

Conhecido como o fotógrafo de Abril, Alfredo Cunha mostra os diferentes momentos do que foi o dia 25 de abril de 1974, no ano em que se comemoram 45 anos sobre o evento histórico português. As fotografias que o jovem fotojornalista captou retratam as colunas militares nos pontos-chave, tendo algumas ficado para a história como das mais emblemáticas da revolução, como o retrato do capitão Salgueiro Maia. 

A iniciativa terminou ao som da canção de Zeca Afonso que marcou aquela data e simboliza o regresso à liberdade, Grândola Vila Morena, entoada pelos alunos do 6º E, acompanhados pelo Professor Pedro Falacho. 

Ainda nesse dia, durante os intervalos, projetou-se um pequeno documentário Revolução do 25 de Abril, com edição gráfica do aluno Pedro Madruga para a Comunidade Educativa. Foi também sugerido aos professores de História e de Português o seu visionamento e que fosse proposto às turmas uma reflexão sobre a importância da Liberdade, apresentando o resultado numa frase e/ou pequeno texto a entregar na Biblioteca Escolar.

Professora Conceição Ferreira


Podes ver abaixo (clica na imagem) o trabalho realizado pelos alunos e professores, uma vez mais graças à colaboração do professor Mário Marinho e do Clube de Fotografia.








25 de abril de 2019

25 de Abri l- Dia da Liberdade


NÃO PASSARÃO

Não desesperes, Mãe!
O último triunfo é interdito
Aos heróis que o não são.
Lembra-te do teu grito:
Não passarão!

Não passarão!
Só mesmo se parasse o coração
Que te bate no peito.
Só mesmo se pudesse haver sentido
Entre o sangue vertido
E o sonho desfeito.

Só mesmo se a raiz bebesse em lodo
De traição e de crime.
Só mesmo se não fosse o mundo todo
Que na tua tragédia se redime.

Não passarão!
Arde a seara, mas dum simples grão
Nasce o trigal de novo.
Morrem filhos e filhas da nação,
Não morre um povo!

Não passarão!
Seja qual for a fúria da agressão,
As forças que te querem jugular
Não poderão passar
Sobre a dor infinita desse não
Que a terra inteira ouviu
E repetiu:
Não passarão!

                                   Miguel Torga

Abril na escola

em construção

Semana da Leitura





em construção

23 de abril de 2019

Dia Mundial do Livro



Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor






O Dia Internacional do Livro, um evento comemorativo com origem na Catalunha (Espanha), celebrado inicialmente em 05 de abril de 1926, em comemoração do nascimento do escritor espanhol Miguel de Cervantes, foi proposto pelo escritor valenciano Vicent Clavel Andrés na Câmara Oficial do Livro de Barcelona.

Em fevereiro de 1923, o governo espanhol, presidido por Miguel Primo de Rivera, aceitou a data e o rei Alfonso XIII assinou o decreto real que instituiu a Festa do Livro Espanhol e o prémio literário Miguel de Cervantes.[1]
No ano de 1930, a data comemorativa foi alterada para 23 de abril, dia do falecimento de Cervantes. 

Fonte: Wikipédia










Nome indissociável da literatura para os mais novos, Maria Alberta Menéres publicou mais de três dezenas de livros para as crianças, entre eles obras que têm atravessado gerações, como "Conversas com versos" ou "O poeta faz-se aos 10 anos".


Quando se estreou nos livros para crianças, já tinha publicado dez títulos para os leitores adultos, sobretudo de poesia. Em várias entrevistas publicadas ao longo dos anos sempre fez questão de definir-se como poeta, quer publicasse para crianças ou não.

Nascida em Vila Nova de Gaia a 25 de agosto de 1930, licenciou-se em Ciências Histórico-Filosóficas. O ensino a que se dedicou toda a vida foi conciliado não só com a escrita de livros e a vida familiar, mas também com a direção de programas infantis da RTP durante 12 anos, de 1974 a 1986.

Em 1960, venceu o Concurso Internacional de Poesia Giacomo Leopardi com o livro "Água-memória".

O gosto pela escrita para as crianças atribuía-o a "infância feliz, que nunca terminou", como recordou numa das últimas entrevistas que concedeu, em 2010, ao lado da filha, a cantora Eugénia Melo e Castro.
A par do ensino e da escrita, dedicou-se a outras atividades. Foi o caso da direção de programas infantis da RTP durante 12 anos, de 1974 a 1986. Nesse ano criou o conceito do "Pirilampo Mágico", campanha de caráter solidário que ainda hoje se mantém.
No total, escreveu mais de uma centena de obras para crianças. "Ulisses", a mais popular, já vai nas 45 edições e registou mais de um milhão de exemplares vendidos.
Ouvido pelo JN, o escritor António Mota recordou uma "amiga que gostava de ajudar os autores mais jovens", destacando o convite que lhe endereçou no início dos anos 80 para participarem na série "Vitinho". "Era sobretudo uma pioneira. Foi a primeira autora a deslocar-se às escolas para falar de livros", concluiu o autor, que celebra este ano quatro décadas de atividade literária. 


Font: https://www.jn.pt/artes/interior/morreu-a-jornalista-e-escritora-maria-alberta-meneres-10799997.html


4 de abril de 2019

Semana da Leitura

Abril – Mês de Leituras, Livros e Revoluções
No Agrupamento de Escolas de Ansião, deu-se início ao mês de abril com a dinamização da Semana da Leitura que decorreu no final do segundo período, de 1 a 5 de abril, tendo por base o lema Leitor Hoje, Leitor Amanhã.

Foram muitas e variadas as atividades desenvolvidas abrangendo todas as Escolas e Ciclos de Ensino:

Na manhã do dia 1 de abril, os alunos do 7.º ano da Escola Básica e Secundária Dr. Pascoal José de Mello e do 8.º ano da Escola nº 2 de Avelar participaram numa palestra, dinamizada pela Professora Doutora Helena Henriques, subordinada ao tema “Livros…janelas para a Ciência, portas para a História!”.

No período da tarde, os alunos do 6.º ano da Escola de Ansião, dirigiram-se à Biblioteca Municipal, onde tiveram oportunidade de assistir a uma sessão de poesia, com as Cornucópias (Grupo de Animação de Leitura, formado por elementos da Rede de Bibliotecas de Ansião). Esta sessão serviu de mote para a atividade seguinte na qual os alunos foram convidados a brincar com as palavras e a leitura, no Atelier de Poesia a Brincar.
Ainda neste dia e em articulação com a disciplina de francês, no âmbito do Dia das Ofertas Formativas do AEA, os alunos do 6.º e 8.º anos de Ansião participaram na atividade Conhecer Cinema, que incluiu uma Breve História do Cinema, seguida da Sessão de Cinema com o filme: Mas que família é esta? que teve lugar no Centro Cultural de Ansião, em parceria com a Câmara Municipal. No intervalo, os alunos puderam usufruir de um lanche, gentilmente oferecido pela Associação de Pais do AEA, a quem muito agradecemos.

Ao longo da Semana, desenvolveu-se ainda na Escola Básica e Secundária de Ansião e na Escola nº 2 de Avelar a atividade Partilhando Leituras e Visita à Feira do Livro, onde os alunos tiveram oportunidade de ouvir testemunhos de convidados que partilharam o seu gosto pela leitura e suas experiências enquanto leitores. No final, os alunos visitaram a Feira do Livro que, nessa semana, esteve aberta a toda comunidade escolar.


Também esteve em destaque, nestas duas escolas, a comemoração do centenário do nascimento de Sophia de Mello Breyner Andresen com a Exposição 100 anos de Sophia e Sophia e o mar (EBnº2 de Avelar).
No dia 4 de abril, o escritor Jaime de Oliveira Martins enriqueceu a nossa Semana da Leitura com a apresentação do seu livro Heróis do ar, tendo como público-alvo algumas turmas do 11.º e 12.º anos.

Partilhando Leituras
As crianças da educação pré-escolar e os alunos do 1º ciclo participaram na atividade Piquenique de Leituras, que consistiu numa mesa repleta de variados elementos (alimentos) de leitura: histórias, contos, adivinhas, trava-línguas, anedotas, notícias, canções, provérbios, poemas e jogos.

https://drive.google.com/open?id=0B9llKJAUcs5gNGZCemtjVFBnVHdCbXQzSlZxejdDWlZLZ3dF
Piquenique de Leituras
Decorreu ainda nesta semana a atividade O Bichinho da Poupança, esta inseriu-se no âmbito do projeto Cientificamente Provável, foi dinamizada pela Dra Inês Lisboa, do Departamento de gestão e economia da ESTG/IPLeiria e investigadora do CARME e foi direcionada às turmas com alunos de 1.º ano de escolaridade do AEA.

A Biblioteca Escolar da EBnº2 de Avelar, desenvolveu ainda as seguintes atividades:

Sessão de Poesia “Fragmentos de nós” em articulação com o Professor José Abreu – 7º e 8º anos

“Livros sobre rodas…” – Comunidade escolar

“Os escritores andam por aí!” – 1º Ciclo, 2º Ciclo, 3º Ciclo
(Imagens disponíveis clicando na foto abaixo)

Atividades- Avelar
Para terminar a Semana da Leitura, as Bibliotecas Escolares lançaram o desafio de um momento de leitura simultânea - Tod@s a ler! - no último dia da semana, sexta feira, dia cinco de abril, pelas dez horas e vinte minutos, como atividade de encerramento. Foram enviados a todos os docentes textos adequados a cada ciclo de ensino para poderem proceder à sua leitura.


As professoras bibliotecárias

Conceição Ferreira
Mª José Cristóvão


1 de abril de 2019

Semana da Leitura-1º dia

Atelier de Poesia a brincar

Começaram as atividades. E foi assim, de uma forma criativa e engraçada, na escola sede do Agrupamento de Escolas de Ansião, que foram lidos textos dos nossos maiores e melhores autores de língua portuguesa.
Assim que for possível mostraremos mais fotografias.







29 de março de 2019

Semana da leitura


De 1 a 5 de abril, são diversas as atividades levadas a cabo para celebrar, em todos os ciclos de ensino do nosso Agrupamento, a leitura, o livro e o leitor.
Convida-se a comunidade em geral a juntar-se às iniciativas programadas e a participar!
Deixamos aqui as necessárias informações sobre as atividades em curso na escola sede, em Ansião, e a escola básica nº 1 de Avelar.

ANSIÃO


CALENDÁRIO DE ATIVIDADES 
(Clicar sobre as imagens)
                                                                                             




AVELAR



CALENDÁRIO DE ATIVIDADES 
(Clicar sobre as imagens)





22 de março de 2019

Dia Mundial da Poesia e Dia Mundial da Água



No âmbito das comemorações do Dia Mundial da Poesia e do Dia Mundial da Água (21 e 22 de março), o Clube Europeu e a Biblioteca Escolar, com a colaboração das disciplinas de Geografia e Português, vão desenvolver as atividades que constam do cartaz em anexo.

Salienta-se a exposição "Mar de lixo" (arte com lixo) e a poesia de Sofia de Mello Brayner sobre o Mar (integrada na comemoração do centenário do nascimento da escritora e no Dia Mundial da Poesia,para além das atividades escolares terem começado com a leitura de um poema de Sophia de Mello Breyner Andresen, em todas as turmas da escola, no início da primeira aula da manhã.

Os alunos mostraram uma enorme criatividade na execução dos trabalhos e um grande empenho em sensibilizar a Comunidade Escolar para os problemas da água, bem essencial à existência de vida na Terra.

Estas actividades e as desenvolvidas no âmbito das comemorações do Dia Internacional dos Direitos Humanos e do Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto foram candidatas à atribuição da distinção “Selo Escola Amiga da Criança”, promovida pela Confederação Nacional das Associações de Pais (CONFAP), com o apoio da LeYa Educação.

Vê aqui as fotografias.

Galeria de fotografias

Podes também ver os filmes elaborados pelos alunos Pedro Madruga e Rodrigo Nogueira, que consolidam a candidatura acima referida.







Chegou a Primavera!




...e porque a primavera começou recentemente, vamos recordá-la nas palavras de Florbela Espanca (se não sabes quem é, vai pesquisar. Vale a pena.)


"Há uma primavera em cada vida: é preciso cantá-la assim florida..." 
Aproveita e lê o poema na totalidade.

Amar!

Eu quero amar, amar perdidamente!
Amar só por amar: Aqui... além...
Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente...
Amar! Amar! E não amar ninguém!

Recordar? Esquecer? Indiferente!...
Prender ou desprender? É mal? É bem?
Quem disser que se pode amar alguém
Durante a vida inteira é porque mente!

Há uma Primavera em cada vida:
É preciso cantá-la assim florida,
Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar!

E se um dia hei de ser pó, cinza e nada
Que seja a minha noite uma alvorada,
Que me saiba perder... pra me encontrar...

Florbela Espanca

Podes também ouvir o poema musicado e cantado por Luís Represa. 










Apesar de ser comemorado desde 1909, a celebração do Dia Internacional da Mulher a 8 de março foi instituída pelas Nações Unidas, em 1975. E, somente em 1979 foi aprovada a Convenção para a eliminação de todas as formas de discriminação contra as mulheres.

A biblioteca escolar homenageou, no dia 8 de março, todas as mulheres!

Nessa data, com uma exposição comemorativa, foram recordadas algumas mulheres que, em distintas áreas, tiveram um importante contributo para a história de Portugal e do Mundo. Da política, às artes, da literatura, ao desporto e espetáculo, foram muitas as mulheres que lutaram pela igualdade de direitos e pela afirmação do sexo feminino.

As mulheres que trabalham na nossa escola, num dos intervalos do período da manhã, foram homenageadas nas palavras proferidas pelo coordenador da nossa escola e pela maravilhosa voz da Maria Leonor, acompanhada por alguns colegas de turma, pelos colegas mais velhos do nono
ano e pelo professor Pedro, de Educação Musical.

Foi ainda distribuída, a todas as mulheres presentes, uma rosa…num marcador de livros!


Vê aqui as fotografias



12 de fevereiro de 2019

Caricaturas de Saramago



 Tal como atempadamente anunciado, a par da exposição sobre o Prémio Nobel da Literatura, José Saramago, decorreu igualmente uma exposição de trabalhos de caricaturas do escritor, elaboradas por alunos  da Escola Básica e Secundária de Ansião.
Deixamos hoje aqui a informação sobre os prémios/vencedores desta iniciativa, e...PARABÉNS aos premiados!


1º Prémio: Lara Barros

2º prémio: Rafael Ferreira 


 3º prémio: Patrícia Guiomar

30 de janeiro de 2019

Dia Internacional em memória das vítimas do Holocausto- imagens



"O Rapaz do pijama às riscas"- que não viu, quem não se lembra do retrato cruel de uma época de dor, injustiça, morte?

Foi com base nesta obra que a Biblioteca da Escola Básica nº 2 de Avelar "presenteou" os alunos da nossa escola, para comemorar o Dia Internacional em memória das vítimas do Holocausto.

As imagens são, como habitualmente, do professor Mário Marinho.

25 de janeiro de 2019

Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto



A Equipa da Biblioteca Escolar da Escola Básica de Avelar e o Clube Europeu irão promover na próxima 2ª feira, dia 28 de janeiro, uma atividade de comemoração do Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto. 
A atividade dividir-se-á em vários momentos e terá lugar no átrio do Bloco B da escola, conforme o cartaz abaixo.
PARA NÃO CAIR NO ESQUECIMENTO. 
Em honra aos mortos e como advertência aos vivos






E também Em honra aos mortos e como advertência aos vivos, não deixem de ver este excelente documentário, para que nunca se apague da nossa memória!



«José Saramago: 20 anos do Prémio Nobel»

...na Escola Básica de  Avelar

A partir do dia 21 de janeiro, está patente na Escola Básica de Avelar uma exposição inédita, em português e inglês, comemorativa dos 20 anos do Prémio Nobel de Literatura de José Saramago, até hoje único autor em língua portuguesa a receber tal distinção.
Graças à parceria entre o Instituto Camões e a Fundação José Saramago foi possível aceder a esta exposição e apresentá-la a toda a comunidade educativa, divulgando a vida e a obra do escritor, com particular enfâse na sua distinção com este prémio.
Composta por 22 painéis com fotografias de Estelle Valente, textos de Ricardo Viel e ilustrações de Gonçalo Viana, a exposição - «José Saramago: 20 anos do Prémio Nobel» - traça, no seu conjunto, um panorama da atribuição do máximo galardão das Letras ao autor de Todos os Nomes.
Associada a esta exposição de painéis, encontra-se um conjunto de 30 caricaturas do escritor, elaboradas por alunos do 8ºano da Escola Básica e Secundária de Ansião.
Na aula de Português, as turmas visitaram a exposição e participaram numa actividade interativa de descoberta da informação, que registou o agrado e a adesão fácil de todos, conforme as fotos podem atestar.


17 de janeiro de 2019

Semana das Ciências e Humanidades- imagens



Como já vem sendo hábito, o professor Mário Marinho acompanha todas as atividades da Escola Básica nº 2 de Avelar, e vai fazendo as suas reportagens fotográficas.
Graças a ele, já podemos aqui dar a conhecer algumas imagens da Semana das Ciências e Humanidades nesta escola.

Oficina- Planeta Matemático


Clicar para ver mais imagens
Feira dos Minerais


Clicar para ver mais imagens

14 de janeiro de 2019

Semana das Ciências e Humanidades



Decorre, de 14 a 18 de janeiro, no Agrupamento de Escolas de Ansião, a Semana das Ciências e Humanidades, iniciativa das Bibliotecas Escolares da Escola Básica nº 2 de Avelar e Escola EB 2,3 e Secundária Dr. Pascoal José de Mello, Ansião, em articulação com os docentes dos Departamentos de Ciências Experimentais e Ciências Sociais e Humanas. 

Consulta os cartazes das atividades das respetivas escolas (semelhantes, mas não coincidentes) e participa!







Concurso Nacional de Leitura



Cumpriu-se mais uma vez a 1ªfase do Concurso Nacional de Leitura!

Com a colaboração dos professores da área disciplinar de Português, a Biblioteca dinamizou, no passado dia 04 de janeiro, a prova escrita com o propósito de testar o conhecimento de textos previamente selecionados e divulgados.

Classificadas as provas, apresentam-se os alunos que obtiveram os melhores resultados:



O aluno que obteve o 1ºlugar em cada ciclo representará o nosso Agrupamento na 2ª fase deste Concurso Nacional de Leitura, cuja data será anunciada logo que possível.   

A todos os participantes, PARABÉNS!