29 de maio de 2018

20 anos de Palavrinhas



20 anos de PALAVRINHAS, o jornal do Agrupamento de Escolas de Ansião.
20 anos ao serviço da comunicação, do saber, da cultura, do entretenimento. 
20 anos de palavras de e para todos, para cá e para lá...

Para falar deste projeto e da sua história, ninguém melhor do que os seus "comandantes", professores José António Abreu, Maria José Cristóvão e Mário Júlio Marinho, a quem damos um grande abraço de PARABÉNS.

"Palavrinhas 
"Uma janela aberta para o mundo” 

O Palavrinhas é um jornal escolar. Pensado em 1996/97, surgiu integrado num projeto mais amplo, o clube A Palavra que, no âmbito da língua mãe, pretendia incrementar o gosto pelo português, juntamente com oficinas de escrita, de leitura e o clube de teatro. 
O Palavrinhas veio suprir também aquilo que se considerou uma lacuna numa escola, a ausência de um jornal escolar. Uma escola ou um agrupamento que se preze deve ter um instrumento que transmita o que lá se passe, deve ser capaz de comunicar com o exterior, deve ser capaz de promover a criatividade e o espírito crítico. 
Em março de 1998, o nosso jornal apareceu pela primeira vez, num formato muito incipiente. Com muito poucos computadores na escola e.b.2,3.de Avelar, e apenas um com acesso à internet, o Palavrinhas teceu-se a cortes de tesoura e a tubos de cola. Os primeiros quatro números foram assim. 
1999 marcou um ponto de viragem significativo na qualidade do jornal. A partir desse momento, com o jornal no seu número 5, todo o jornal foi construído informaticamente. A qualidade gráfica, aliada à melhor qualidade das fotografias, redimensionaram o Palavrinhas. O Professor Mário Júlio passou a integrar a equipa do jornal. 
Em 2001, o jornal ganhou uma outra dimensão, deixando de ser apenas o jornal de uma comunidade educativa para ser um jornal para o mundo. Mário Júlio Marinho, Paulo Alves e eu, José António Abreu, depois de uma ação de formação promovida pelo Centro de Competência Entre Mar e Serra, criámos a versão electrónica do Palavrinhas, cujo endereço é http://agavelar.ccems.pt/palavrinhas

Atualizado regularmente (podendo-se consultar integralmente o jornal em formato pdf, desde o número cinco até ao 61) e bem organizado, a versão online deu outra projeção ao Agrupamento de Escolas de Avelar criado em 2000. A sua qualidade viria mesmo a ser reconhecida no concurso nacional de jornais escolares promovido pelo jornal O Público, ganhando uma menção honrosa, em 2003/04. 
2010/2011 marcou outra etapa decisiva na vida do Palavrinhas. Com a criação do novo Agrupamento de Escolas Ansião, o jornal alargou substancialmente o público-alvo, multiplicando por 3 alunos, professores. A responsabilidade passou ser maior. 
Desde os primeiros momentos até hoje, as duas versões do Palavrinhas consolidaram-se, ganharam espaço na comunidade educativa. Dos 50 exemplares do primeiro número em 1998 até aos 300 e tantos atuais pode dizer-se que houve um processo evolutivo com fases bem delineadas que proporcionaram saltos qualitativos. 

Na realidade, o percurso de 20 anos foi marcado pela aprendizagem, pelo gozo de comunicar e de ensinar. Centenas de alunos, professores e outros elementos da comunidade educativa participaram ativamente na elaboração do Palavrinhas ao longo destes anos e consubstanciaram, nas centenas de artigos da sua autoria, todo o pulsar, toda a vivência de uma escola, primeiro, depois de um agrupamento com cerca de 500 alunos, e atualmente doutro Agrupamento com cerca de 1500. 

COM UMA EQUIPA COESA (à qual se juntou a professora Maria José Cristóvão em 2014/15), SOLIDÁRIA DESDE O INÍCIO E SEM QUALQUER desejo de notoriedade ou ânsia de protagonismo, mas com orgulho, sabemos que o Palavrinhas tem uma missão a cumprir. Sabemos que é palavra a palavra que se conta a história de momentos importantes na vida dos nossos alunos e de toda a comunidade educativa. 

Como pretende transmitir Gedeão num poema conhecido, o poder da palavra não tem limites, abrindo constantemente uma janela para o mundo. 

Os coordenadores do Palavrinhas


José António Abreu 
Maria José Cristóvão 
Mário Júlio Marinho"



E é hora de celebrar! Eis o programa para amanhã, dia 30, na Escola Básica º 2 de Avelar, onde gostaríamos de contar com a participação de muitos de vós. 

24 de abril de 2018

Feira do Livro






Integrada nas comemorações do Dia Mundial do Livro e dos diretos de autor, a Biblioteca da Escola nº 2 de Avelar, em parceria com a Livraria Soares, de Pombal, está a dinamizar a Feira do Livro, nos dias 24, 26 e 27 de abril de 2018, aberta à comunidade educativa.

Atendendo à necessidade de incentivo aos hábitos de leitura nos nossos alunos, pretende esta iniciativa ser um apelo para a importância da leitura na formação de cada um de nós.

A equipa da Biblioteca Escolar convida os alunos, os professores, os pais e encarregados de educação e os assistentes operacionais a visitarem a feira do livro da nossa escola, onde poderão adquirir livros com um desconto de 15%.

A feira funcionará na sala 21, no seguinte horário:

Manhã - 9h/12h;

Tarde – 12.45h/16.30h.

Aproveitem esta iniciativa e ofereçam livros aos familiares e amigos!

Contamos com a vossa presença!

23 de abril de 2018

19 de abril de 2018

Descobr’Ansião



O Projeto “Descobr’Ansião”, surgiu da necessidade de aproximar as crianças à sua realidade local, assim e neste ano 2018, Ano Europeu do Património Cultural, a Rede de Bibliotecas de Ansião idealizou, construiu e implementou este projeto que visa essencialmente levar os nossos alunos a ler o mundo, a ler o concelho, a ler o passado e o presente para que consigam construir o futuro. 

O Público-alvo são os alunos do 3.º ano do Agrupamento de Escolas de Ansião, num total de 92 alunos inseridos em 7 turmas.

Os seus objetivos são:

1 - Conhecer o meio local, valorizando a sua identidade como parte integrante desse meio; 

2 - Fomentar uma prática pedagógica entre a sala de aula e a Biblioteca Escolar (BE), promotora de aprendizagens globais e articuladas; 

3- Contribuir para a valorização pelos alunos, da sua identidade, dos seus contextos e locais de vida; 

4- Proporcionar aos alunos atividades diferentes e do seu agrado, de forma a promover o seu interesse em aprender. 

Este plano articula com um dos objetivos gerais da disciplina de estudo do meio “Reconhecer e valorizar o seu património histórico e cultural e desenvolver o respeito por outros povos e culturas, rejeitando qualquer tipo de discriminação” e articula também com os objetivos específicos para o 3.º ano – O passado do meio local. 

Vai ainda ao encontro de objetivos preconizados no Manifesto das Bibliotecas Escolares emanado da Federação Internacional das Associações de Bibliotecários e de Bibliotecas, especialmente - organizar atividades que favoreçam a consciência e a sensibilização para as questões de ordem cultural e social;


DESCRIÇÃO DA EXECUÇÃO DO PROJETO 
Foto 1




Este projeto iniciou-se com a construção de maquetes em formato de mapa das seis freguesias que compõem o concelho de Ansião. 

O formato de cada freguesia, foi então desenhado e recortado num cartão de maquete, separadamente, mas de forma a que todas as peças se encaixassem perfeitamente umas nas outras, em puzzle, originando o formato real do concelho, de acordo com a imagem ao lado. 

Foi colocado o brasão identificativo de cada freguesia na maquete (Foto 1).


As freguesias que compõem o concelho de Ansião são seis, assim como também são seis as instituições escolares, podendo corresponder assim, uma freguesia a cada escola.

Salienta-se o facto de haver uma freguesia que já não tem nenhuma instituição escolar em funcionamento (Pousaflores) e haver outra freguesia (Ansião) que tem duas Escolas a funcionar. Neste caso, uma das Escolas da freguesia de Ansião dedicou-se ao conhecimento da freguesia de Pousaflores.


Foto 2


Após esta primeira abordagem, foram impressos os monumentos e alguns edifícios importantes, existentes em cada freguesia, em plástico mágico (Aply 10331 transparente, A4), que depois foi ao forno para ficar rígido, nos quais se colocou uma base para permitir que assentem na maquete na vertical (Foto 2).

Os Estabelecimentos Escolares existentes em cada freguesia, foram representados através de casas azuis, e as Associações representativas de cada freguesia por uma casa branca nas quais se afixa o logótipo de cada uma delas. Para as Associações com equipas desportivas, ranchos folclóricos, bandas filarmónicas, escuteiros, etc , foram impressas fotografias/postais ilustrativos (Fotos 3 e 4).

Foto 3



Foto 4

De seguida foi idealizado, impresso e plastificado o Jogo Trivial do Concelho que é constituído por 110 cartões que descrevem uma Associação/Instituição/ Edifício ou Monumento, agrupados por freguesia, mas no qual a designação não consta, apenas a sua descrição (Foto 5).


Foto 5
Existem ainda, 110 cartões mais pequenos que correspondem às designações de cada Associação/Instituição/ Edifício ou Monumento. O objetivo do Jogo será associar a descrição do cartão grande à designação do cartão pequeno e preencher a maquete com todos os ícones pertencentes àquela freguesia. O aluno que identificar o ícone irá colocá-lo na maquete. O processo desenrola-se sempre da mesma forma até a maquete estar completa com todas as representações das Associações/Instituições/ Edifícios ou Monumentos existentes na respetiva freguesia (Foto 6 e 7). Cada sessão demora cerca de 60 minutos.

Foto 6

Foto 7

Este projeto tem ainda uma vertente de cidadania, pois a escola deve desenvolver desde cedo, atitudes que promovam uma cidadania ativa baseada em valores de igualdade e democracia. 

Assim, propositadamente a maquete, embora apresentasse no jogo, Trivial do Concelho de cada freguesia, a descrição da Junta de Freguesia, a representação da mesma não existia, em miniatura para que fosse colocada sobre a maquete. 

Assim o diálogo foi conduzido, de maneira a que os alunos percebessem que a Junta teria que ser eleita, pelos habitantes daquela freguesia, que neste caso, seriam eles próprios e que tal como, os seus pais e outros adultos tinham o direito de eleger os órgãos da Junta de Freguesia, eles também iriam eleger, mas simbolicamente, pois neste caso, seria a eleição do edifício. Foram então desafiados a construir a sua Junta, recortaram, pintaram e montaram pequenas casas que representavam as Juntas de Freguesia. 

Dessas casas foram escolhidas quatro que foram a eleições, num ato eleitoral que se realizou em cada escola (Fotos 8 e 9).


Foto 8

Foto 9


Os alunos votaram (Fotos 10, 11 e 12).
Foto 10

Foto 11

Foto 12

Seguidamente assistiram à contagem dos votos e ao apuramento da Lista vencedora, cuja Junta, acompanhou, depois, a maquete da sua freguesia pelas restantes escolas (Foto 13).


Foto 13

Desta forma, os alunos são levados a conhecer o meio local, valorizando a sua identidade, que era um dos objetivos do projeto, mas também perceberam que podem ser parte integrante desse meio, exercendo a sua cidadania de forma responsável, e autónoma, conhecendo e exercendo os seus direitos e deveres, baseado no respeito pelos outros, com espírito democrático, pluralista, crítico e criativo. 

As seis freguesias passam pelas seis escolas e no Dia Mundial da Criança estarão expostas, no Centro Cultural de Ansião, formando todo o concelho.


Maria José Cristóvão

Professora Bibliotecária do Agrupamento de Escolas de Ansião


21 de março de 2018

Dia Mundial da Poesia



Comemora-se hoje o Dia Mundial da Poesia, instituído pela UNESCO com o objetivo de defender a diversidade linguística.
Para comemorar este dia deixamos-te aqui uma sugestão de leitura que evoca um  poeta  da atualidade, de grande expressividade no panorama da poesia portuguesa: José Luís Peixoto.
(se quiseres saber mais sobre este autor, clica sobre o nome).



NA HORA DE PÔR A MESA ÉRAMOS CINCO

na hora de pôr a mesa, éramos cinco:
o meu pai, a minha mãe, as minhas irmãs
e eu. depois, a minha irmã mais velha
casou-se. depois, a minha irmã mais nova
casou-se. depois, o meu pai morreu. hoje,
na hora de pôr a mesa, somos cinco,
menos a minha irmã mais velha que está
na casa dela, menos a minha irmã mais
nova que está na casa dela, menos o meu
pai, menos a minha mãe viúva. cada um
deles é um lugar vazio nesta mesa onde
como sozinho. mas irão estar sempre aqui.
na hora de pôr a mesa, seremos sempre cinco.
enquanto um de nós estiver vivo, seremos
sempre cinco.


José Luís Peixoto, in 'A Criança em Ruínas'

16 de março de 2018

Encontro com Nuno Caravela

Integrada nas atividades da Semana da Leitura, contaremos com a visita de Nuno Caravela, logo no primeiro dia.

Nuno Caravela nasceu em Lisboa a 1 de agosto de 1968. 
Frequentou o I.A.D.E e o AR.CO. Centro de Arte e Comunicação e iniciou a carreira de autor e ilustrador em 1992. 
Em paralelo exerceu funções de criativo durante seis anos em agências de publicidade, foi durante sete anos autor e coordenador de edição do projeto «Escola Global – A Tradição na Sala de Aulas», destinado à recuperação de Contos Tradicionais Portugueses. 
Desde então tem desenvolvido inúmeros projetos na área da literatura infantil, em parceria com algumas das mais conceituadas editoras portuguesas.

O Bando das Cavernas é a coleção de maior sucesso de Nuno Caravela.

«Com esta coleção pretendo, acima de tudo, divertir e estimular a imaginação dos mais novos, transportá-los ao longo das páginas para um mundo de descobertas, onde tudo é possível. Onde todas as personagens, cada uma com as suas diferenças, limitações, defeitos e virtudes, se tornam amigos nos quais se pode confiar e que acompanhamos em qualquer aventura.»

https://www.bertrand.pt/autor/nuno-caravela/1459065


Semana da Leitura

À semelhança do que acontece todos os anos, a BE não se esquece dos seus leitores e mais uma vez proporciona a já famosa Semana da Leitura.

Começa já no próximo dia 16 de março e estende-se até dia 23, com atividades muito interessantes, que podes consultar no cartaz abaixo, sem esquecer o sempre muito importante contacto com  livros!
Aproveita, participa  e...diverte-te!

Para veres a calendarização completa das atividades da Escola Básica 2 de Avelar, clica em cima  do cartaz.

                       
https://issuu.com/nidiamcv/docs/calendariza__o_global_ebavelar2

7 de março de 2018

Dia Internacional da Mulher



 “Não se nasce mulher: torna-se”. 
(Simone de Beauvoir) 


 A Biblioteca Escolar e o Clube Europeu, amanhã, dia 8 de março, assinalam o Dia Internacional da Mulher e teremos entre nós a Dra. Ana Rita Moura, do Projeto Contrato Local de Desenvolvimento Social-3G de Ansião(CLDS), a dinamizar uma Palestra sobre “Igualdade de género”, para os alunos do 8º e 9º anos, porque partilhamos do pensamento do filósofo e educador Mario Sérgio Cortella, que num programa na rádio CBN refere, "Machismo significa a conceção de que mulheres são subordinadas aos homens. O feminismo, por sua vez, não é o contrário de machismo. O feminismo não supõe que homens são subordinados às mulheres, mas que homens e mulheres são iguais."



1 de março de 2018

EB Nº2 de Avelar de parabéns!




Conforme já aqui anunciámos, a escola Básica nº 2 de Avelar, do Agrupamento de Escolas de Ansião, participou na Competição Europeia Estatística...e parece que temos boas notícias, aqui deixadas pelo Pedro Madruga, aluno desta escola.
A equipa da Biblioteca expressa, com orgulho, a sua satisfação, e deixa um grande PARABÉNS!! aos brilhantes representantes da escola. 


"Uma vez mais, os alunos e professores da EB Nº2 de Avelar estão de parabéns!
Das equipas que participaram na Competição Europeia de Estatística, uma passou à segunda fase!
A Competição Europeia de Estatística, é uma nova competição organizada pelo Eurostat (o Gabinete de Estatísticas da União Europeia) e por alguns Institutos Nacionais de Estatística, com o propósito de promover a literacia estatística, a curiosidade e o interesse pelas estatísticas oficiais junto dos estudantes e dos professores.
Decorre em duas fases: a nacional e a europeia.
Na primeira fase desta competição, os participantes realizaram três testes, um de raciocínio e os outros dois de pesquisa. Nos testes de pesquisa foram utilizados os sites do INE e do EuroStat.
Na segunda fase pretende-se que os alunos analisem os conteúdos de um ficheiro com dados estatísticos sobre Demografia e Educação em Portugal. O resultado desta análise deverá ser enviado sob a forma de uma apresentação elaborada em PowerPoint.

Pedro Madruga, aluno do 8ºE"

20 de fevereiro de 2018

Concurso Nacional de Leitura



Terminada a fase a nível de escola do Concurso Nacional de Leitura, é agora tempo de divulgar os resultados.
Para começar, convém dizer que todos quantos participaram nesta iniciativa estão, obviamente, de parabéns!
No entanto, como o regulamento só permite a seleção de um aluno por cada ciclo para representar o Agrupamento na fase intermunicipal, a escolha foi difícil, mas tivemos que a fazer.
Entendemos também que, pelo seu desempenho, merecem ser divulgados os nomes do(a)s aluno(a)s que se destacaram, tendo sido selecionado(a)s três por cada escola, e por cada ciclo.

Vamos então às boas notícias:

DESTAQUES - Ansião

2º ciclo:

Lara Freire Silva
Ana Margarida Mota
Inês Lopes

3º ciclo:

Joana Oliveira
Ana Cláudia Silva
Daniela Domingues Rosa

Secundário

Bárbara Pina
Margarida Fernandes Lopes
Ana Beatriz Franco Ferreira



DESTAQUES - Avelar
2º ciclo:

Mariana Medeiros
Soraia Marcelo
Camila Alves

3º ciclo:

Madalena Simões
Anthea Marques
Pedro Madruga e Guilherme Estevão (ex aequo)



Aos alunos destacados será atribuído um prémio  a entregar durante a Semana da Leitura.


E agora...os apurados para a fase intermunicipal! 






7 de fevereiro de 2018

European Statistics Competition (ESC)


Realiza-se pela primeira vez, no ano letivo 2017/18, a Competição Europeia da Estatística (European Statistics Competition – ESC), dinamizada pelo Serviço de Estatísticas da União Europeia (Eurostat) e por alguns Institutos Nacionais de Estatística, entre os quais o INE de Portugal.

A Competição Europeia da Estatística terá duas fases: a primeira, a nível nacional, apurará os finalistas para a seguinte, de âmbito europeu. Em ambas, podem participar alunos do ensino secundário (categoria A) e do 3.º ciclo do ensino básico (categoria B). As equipas terão até três alunos mais um professor/tutor.

Os prémios são aliciantes, e os alunos do 8º ano, turmas E e F, da EB Nº 2 de Avelar organizaram-se, inscreveram-se e vão participar neste fabuloso concurso com três equipas, sob a orientação do Professor Eduardo Rego.
A inscrição das equipas decorre até 26 de 

Desejamos-lhes muita sorte para alcançar bons resultados!

Para mais informações, clicar aqui.



5 de fevereiro de 2018

Chocoleituras



Prosseguindo o objetivo de dinamizar atividades de promoção da leitura com um caráter lúdico, a Biblioteca Escolar de Avelar, está a dinamizar a atividade “Chocoleituras”, desde o início do segundo período. 

Dada a riqueza do património tradicional português, nomeadamente no que concerne aos contos populares, que chegam até aos nossos dias através da tradição oral veiculada pelos contadores de histórias, decidimos revisitar estes contos, divulgando-os junto dos mais jovens. A primeira obra selecionada para as sessões de leitura foi Contos Tradicionais, recontados por António Mota. Embora a atividade seja vocacionada para alunos do 2.º Ciclo, todos os alunos podem participar nesta associação de leitura, diversão e prazer.


27 de janeiro de 2018

Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto


“O que é feito não pode ser desfeito, mas podemos prevenir que aconteça novamente”

Anne Frank


Recordar, refletir, respeitar, lembrar… para jamais se repetir.



A 27 de janeiro celebra-se o aniversário da libertação do Campo de Concentração de Auschwitz-Birkenau, efeméride que, por deliberação da Assembleia-Geral das Nações Unidas, é o “Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto”.

Para assinalar este dia, a Biblioteca Escolar e o Clube Europeu desenvolverão, ao longo da próxima semana, um conjunto de atividades com o objetivo de aprofundar a consciência cívica dos membros da comunidade escolar, assim como recordar uma das manchas mais negras da História da Humanidade, numa perspetiva de "Cidadania ativa para um desenvolvimento sustentável".

O programa inclui a exposição no átrio do bloco B sob o tema "HOLOCAUSTO – juntos contra o esquecimento", sessão de cinema “A Lista de Schindler”, corrente humana “Juntos, contra o esquecimento”, visionamento de documentários e divulgação de livros alusivos ao tema.




22 de janeiro de 2018


Encontra-se a decorrer, nas Bibliotecas Escolares do nosso Agrupamento, a Semana da Ciência. Esta é uma iniciativa organizada pela Biblioteca Escolar em parceria com o Departamento de Matemática e Ciências Experimentais, e tem como objetivo despertar o interesse dos alunos para a ciência, através de um conjunto de atividades destinadas aos alunos da Pré-Escola ao Ensino Secundário. 






12 de dezembro de 2017

Dia Internacional dos Direitos Humanos

Tal como recentemente anunciado, hoje foi dia de comemorar a publicação da Declaração Universal dos Direitos Humanos, na Escola Básica Básica nº 2 de Avelar.

As atividades, oportunamente divulgadas,  foram dinamizadas pela Biblioteca Escolar e Clube Europeu, contando com a preciosa colaboração dos alunos. 
Parabéns a todos, e oxalá, com esta sensibilização, consigam fazer do mundo um lugar mais feliz!

Vale a pena ver as fotografias! 


Clica na imagem

Cncurso Nacional de Leitura- 2º ciclo






1ª FASE – A nível de escola

Como já vem sendo hábito, a nossa Biblioteca, em colaboração com a área disciplinar de Português, irá promover mais uma vez o Concurso Nacional de Leitura, este ano aberto também aos alunos do 2º ciclo.

A primeira eliminatória constará da resposta a uma prova escrita sobre as obras que a seguir se indicam, de acordo com o respectivo ano:


6º ano



5º ano





Data: início de Janeiro
Sala/Hora: Sala15, 14h30
Duração: 30-40m

Faz a tua inscrição junto do(a) professor(a) de português ou na tua Biblioteca escolar.




2ª FASE – A nível municipal



Após a correção das provas a nível de escola, serão selecionados os dois alunos de cada ciclo que obtiverem a melhor classificação.

Estes quatro alunos representarão a nossa escola na fase municipal, participando numa prova oral e/ou escrita sobre duas outras obras entretanto indicadas.

Esta prova terá lugar numa biblioteca municipal. O local exato, bem como a data, serão divulgados no 2º período, logo que sejam conhecidos.

Desta 2ªfase, ficarão apurados dois vencedores por cada ciclo, que participarão numa 3ª fase, fase intermunicipal.




Para qualquer esclarecimento, contacta as professoras
Eunice Oliveira ou Conceição Ferreira.


Concurso Nacional de Leitura-3º ciclo


1ª FASE – A nível de escola



Como já vem sendo hábito, a nossa Biblioteca, em colaboração com a área disciplinar de Português, irá promover mais uma vez o Concurso Nacional de Leitura, este ano aberto também aos alunos do 2º ciclo.

A primeira eliminatória constará da resposta a uma prova escrita sobre uma das obras: O Guarda da Praia, de Maria Teresa Maia Gonzalez, e O Fantasma de Canterville, de Óscar Wilde.








Datainício de Janeiro (data a divulgar oportunamente 
Sala/Hora: Sala 15/14h30
Duração: 30-40 minutos



Faz a tua inscrição junto do(a) professor(a) de português ou na tua Biblioteca escolar.



2ª FASE – A nível municipal



Após a correção das provas a nível de escola, serão selecionados os dois alunos de cada ciclo que obtiverem a melhor classificação.

Estes quatro alunos representarão a nossa escola na fase municipal, participando numa prova oral e/ou escrita sobre duas outras obras entretanto indicadas.

Esta prova terá lugar numa biblioteca municipal. O local exato, bem como a data, serão divulgados no 2º período, logo que sejam conhecidos.

Desta 2ªfase, ficarão apurados dois vencedores por cada ciclo, que participarão numa 3ª fase, fase intermunicipal.




Para qualquer esclarecimento, contacta as professoras
Eunice Oliveira ou Conceição Ferreira.


11 de dezembro de 2017

Direitos Humanos



Dia 10 de Dezembro - 
Dia da Declaração Universal dos Direitos Humanos

Aprovada pela Organização das Nações Unidas (ONU) a 10 de Dezembro de 1948, a Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH) traduziu-se na afirmação de um conjunto de valores que são a base dos direitos de todos os seres humanos, qualquer que seja a sua nacionalidade, raça, religião, sexo ou condição social.
Desde a sua aprovação, até aos nossos dias, a sociedade mundial sofreu profundas alterações. As lutas contra o colonialismo, o apartheid, os movimentos contra a discriminação sexual, racial e contra a discriminação da mulher, foram passos em frente importantes na aplicação dos direitos humanos em muitos países.
Hoje, contudo, é ainda necessário continuar a falar desses direitos consagrados pela DUDH.

Que dizer da morte diária de milhares de crianças por subnutrição?
Que dizer das populações que não têm direito à educação?
Que dizer das vítimas de guerra e de tortura?
Que dizer dos abusos sexuais?
Que dizer…?

À semelhança de anos anteriores, também este ano a Biblioteca da Escola Básica nº 2 de Avelar e o Clube Europeu, não deixarão esquecer esta data.

Na próxima 3ª feira, dia 12 de dezembro, no intervalo das 11.45h, realizar-se-ão algumas atividades, com o objetivo de sensibilizar a comunidade escolar para a importância dos princípios subjacentes à Declaração Universal dos Direitos Humanos.


Aparece e participa!


4 de dezembro de 2017

Cultura portuguesa mais pobre- morreu Zé Pedro


30 de novembro. Morreu Zé Pedro. E o panorama cultural português ficou mais pobre.


Fundou os Xutos e Pontapés através de um anúncio de jornal em busca de membros e, dos ensaios na garagem, viu o sonho levantar voo na sua primeira atuação em 1979. Tinha 22 anos, e manteve-se até ao fim como guitarrista dos Xutos.
Nascido a 14 de setembro de 1956 em Lisboa, José Pedro Amaro dos Santos Reis lutou corajosamente durante vários anos contra a doença hepática e a doença oncológica, facto que nunca ocultou do seu público. Era aliás frequente, nos seus concertos, ouvir-se o público gritar o seu nome, enquanto lhe dirigia palavras de coragem. A coragem que Zé Pedro teve até ao fim.

No início de novembro , Zé Pedro despediu-se do público português com um concerto dos Xutos & Pontapés, no Coliseu de Lisboa, durante o qual os fãs, conhecendo o seu frágil estado de saúde, demonstraram inequivicamente o seu carinho.
A este carinho dos fãs, Zé Pedro respondeu desta forma algumas horas depois, através das redes sociais, poucas semanas antes do fim:

"Como sabem, tenho andado na luta da vida com alguns problemas de saúde... Tentei e tento dar sempre o melhor de mim. O vosso carinho, o vosso amor, a vossa energia, toda a força que me transmitem é-me tão forte e vital que só posso humildemente agradecer... Obrigado também a todos os que ontem gritaram o meu nome e fizeram com que tivesse força para continuar naquele palco até ao fim".  

A Equipa da Biblioteca deixa aqui a sua homenagem a este músico que atravessou e marcou várias gerações de portugueses.


25 de novembro de 2017

Dia Internacional pela Erradicação da Violência Contra as Mulheres

Por todas as mulheres vítimas de violência, desde a

Maria, Lúcia, Fernanda, Angélica, Júlia, Ana, Gabriela, Isaura, Camila, Otília, Margarida, Luisa, Leonor, Filipa, Andreia, Catarina, Graça, Ermelinda, Carolina, Armanda, Rita, Joana, Patrícia, Rute, Laurinda, Beatriz, Anabela, Carla, Sónia, Sofia, Benedita, Juliana, Filomena, Isabel, Cândida, Rosa, Mariana, Alice, Inês, Paula, Fátima, Lucinda, Elvira, Joaquina, Emília, Marília, Sandrina, Sílvia, Alexandra, Marta, (...) até à Maria,

Nem mais um minuto de silêncio!!

Uma, duas, vinte, cem, mil vezes que sejam, NUNCA será demais denunciar todas as situações de violência contra as mulheres! O isolamento, a culpa, nunca é a resposta. A ajuda está sempre perto de ti. PROCURA-A!

Por ti, para ti, deixamos aqui dois vídeos que gostaríamos que visses. E conta connosco, se precisares. Sempre!

Podes ainda ler um excelente artigo sobre este tema, clicando aqui: #NemMais1MinutodeSilêncio, ou ver as fotografias da exposição na escola, sobre este tema, clicando aqui.




23 de novembro de 2017

Concurso de escrita-3º ciclo


Estás interessado(a) em participar? 
Esperamos que sim! Consulta o Regulamento mais abaixo e...mãos à obra!


REGULAMENTO


Concurso de escrita-2º ciclo

Este concurso tem por objetivo fomentar o gosto pela leitura e pelo livro, promover a criatividade
e desenvolver a expressão escrita no modo narrativo.
Contamos com a tua participação.
Podes consultar abaixo o Regulamento. 

REGULAMENTO



21 de novembro de 2017

Amor não é violência!



Já assististe a alguma situação de violência em nome do amor? Nunca acredites se te disserem que o amor pode justificar a violência!
É falso!
Amor não é violência!
E tu, já foste vítima de alguma situação que consideres violência?
Consegues identificar todas as situações que podem ser consideradas violência? Achas normal que alguém "fiscalize" o telemóvel do/a namorado/a? Que controle as pessoas com quem pode falar? Que determine que tipo de roupas pode usar, que locais pode frequentar? 

Informa-te! Defende-te!Não deixes que a violência faça parte da tua vida!




Se te interessar, vê o filme abaixo, sobre amor, respeito e violência.


 Isto não é amor


Biblioteca divertida



Nós (nozes) e os livros 

Desde o início do mês de outubro, a Biblioteca Escolar de Avelar, tem vindo a dinamizar atividades de promoção da leitura com um caráter lúdico, estando a decorrer a acção intitula-se Nós (nozes) e os livros. 

A primeira obra seleccionada para as sessões de leitura foi Contos do Mundo de Tim Bowley e Óscar Villán, seguindo-se outras do interesse dos jovens leitores. Embora a atividadde seja vocacionada para alunos do 2.º Ciclo, todos os alunos podem participar nesta associação de livros, diversão e prazer.