18 de dezembro de 2016

Festa de Natal- entrega de prémios

Pois é, ser um bom leitor tem realmente muitas vantagens!
Para além do prazer da leitura, da descoberta, do sonho, das viagens que fazemos nas páginas de um livro, ainda recebemos prémios!
Aqui ficam duas imagens da entrega de prémios aos melhores leitores do 1º período, pelas mãos da professora Conceição Ferreira, durante a tradicional festa de Natal da nossa escola.





E como nunca é demais vermos coisas maravilhosas, aqui fica o registo do encerramento da nossa Festa de Natal.


Concurso Nacional de Leitura

Já está em marcha mais um Concurso Nacional de Leitura.
Vai à Biblioteca da tua escola, informa-te e particpa!



9 de dezembro de 2016

Dia Internacional dos Direitos Humanos

Foi assim que se assinalou na escola Básica nº 2 de Avelar o Dia Internacional dos Direitos Humanos.
Vale a pena ver a galeria de imagens.
Parabéns à equipa que organizou esta atividade, bem como a todos os alunos que se associaram.

Fotografias



Vídeos

Direitos Humanos I

Para ver,
para pensar,
para agir!


Clicar para ver animação



Histórias de Encantar - Ajudaris’16



No dia 12 de Dezembro de 2016, no auditório do Centro Cultural de Ansião, o Agrupamento de Escolas de Ansião, a Câmara Municipal e a Associação Ajudaris promovem a apresentação do livro Histórias de Encantar - Ajudaris’16, no qual constam 3 histórias escritas por alunos do 1º CEB e Jardins de Infância, no ano letivo 2015/2016. 
A festa contará com a presença dos pequenos/grandes autores das três histórias, todos as crianças da Educação Pré-Escolar do concelho, acompanhadas pelas respectivas Educadoras e Auxiliares, e Professores.

Participa! 



8 de dezembro de 2016

Dia Internacional dos Direitos Humanos




A Biblioteca Escolar associa-se ao Clube Europeu na comemoração deste dia.

                                                                                         Visita as exposições, 

                               vê o documentário "Humanos" de Yann Arthus,

participa na Maratona das Cartas e na Manifestação "Luta pelos Direitos Humanos".

                                               Não fiques indiferente!!






20 de novembro de 2016

Laço Azul- 2




Conforme anunciado, assinalou-se na Escola Básica nº 2 de Avelar, no passado dia 18, o Dia Europeu sobre a Proteção de Crianças contra a Exploração Sexual e o Abuso Sexual.

Numa parceria entre a Biblioteca Escolar e o Projeto PESES, os alunos debateram o tema, ao longo da semana, nas aulas de Educação para a Cidadania, culminando a atividade com uma visita à Exposição sobre o tema.


Os alunos de cada turma foram convidados, durante esta visita, a colocar um laço azul na árvore para o efeito colocada no átrio do bloco B.
De realçar o interesse manifestado pelos alunos, aqui registado com algumas imagens.

Esperamos, desta forma, ter contribuido para a consciencialização da comunidade escolar, prevenindo, assim, eventuais situações indesejáveis.


Ver mais imagens
Ver mais imagens



Tal como anunciámos oportunamente, o ilustrador e escritor Pedro Seromenho visitou durante três dias o concelho de Ansião. Realizou nove sessões em todas as Bibliotecas das Escolas do 1.º Ciclo do Agrupamento que ficaram mais alegres e orgulhosas por o receber. Proporcionou aos alunos momentos fantásticos, cheios de imaginação, música, ritmo e muito humor através das suas histórias e desenhos e do seu jeito único de contador.

O nosso obrigado por esta visita!


15 de novembro de 2016

Laço Azul








Porquê o Laço Azul (Blue Ribbon)?

A Campanha do Laço Azul (Blue Ribbon) iniciou-se em 1989, na Virgínia, E.U.A., quando uma avó, Bonnie W. Finney, amarrou uma fita azul à antena do seu carro “para fazer com que as pessoas se questionassem”.

A história que Bonnie Finney contou aos elementos da comunidade que se revelaram “curiosos” foi trágica e sobre os maus-tratos à sua neta, os quais já tinham morto o seu neto de forma brutal. E porquê azul? Porque apesar do azul ser uma cor bonita, Bonnie Finney não queria esquecer os corpos batidos e cheios de nódoas negras dos seus dois netos. O azul servir-lhe-ia como um lembrete constante para a sua luta na proteção das crianças contra os maus-tratos. 

A história de Bonnie Finney demonstra-nos como o efeito da preocupação de um único cidadão pode ter no despertar das consciências do público, em geral, relativamente aos maus-tratos contra as crianças, na sua prevenção e na promoção e proteção dos seus direitos.




Visitas de autores


Ainda no âmbito do Mês Internacional das Bibliotecas Escolares as Bibliotecas do nosso Agrupamento vão receber o autor e ilustrador Pedro Seromenho, nos dias 15, 16 e 17 de novembro.


De nacionalidade portuguesa, nasceu em 1975, na cidade de Salisbúria (Harare), República do Zimbabué. Com apenas dois anos de idade fixou-se em Tavira e mais tarde em Braga, onde reside atualmente. Embora se tenha formado em Economia, desde muito cedo demonstrou excecionais apetências pelo universo da escrita e da pintura, colaborando em inúmeras publicações e exposições como escritor e ilustrador.
Trata-se do início de uma longa caminhada que, prevendo-se ora difícil ora gratificante, será sempre levada a cabo com prazer. Aliás, como o próprio autor adianta, este é o único caminho a tomar:

Clica para veres  bibliografia do autor


“No dia em que descobri este novo imaginário, redescobri-me por completo. Não fazia ideia do enorme prazer que é comunicar com o público jovem. De facto, são eles que me exigem uma escrita mais criativa e também sensorial. E o resto é fácil. É sonhar.”


24 de outubro de 2016

Mês internacional das Biblitecas Escolares- continuação



Mais uma vez chegámos ao final do mês de outubro, mês que é por excelência, dedicado às Bibliotecas Escolares. Todos os anos a IASL- International Association of School Librarianship (Associação Internacional de Bibliotecas Escolares) propõe às Bibliotecas que desenvolvam, ao longo de todo o mês, um conjunto variado e diversificado de atividades que melhor se adequem ao seu público.

As bibliotecas do Agrupamento de Escolas de Ansião (AEA) deram início às suas atividades, com Exposições de autor: “Maria Teresa Maia Gonzalez” e “Pedro Chagas Freitas” foram os primeiros a estarem patentes nas Bibliotecas num clima agradável de outono.









FORMAÇÃO de UTILIZADORES


Neste âmbito, nas Bibliotecas do Agrupamento decorreram sessões de formação de utilizadores “Conhecer a Biblioteca” com os alunos que integraram pela primeira vez as escolas respetivas, ou seja os alunos do 1.ºano, 5.ºano, excepcionalmente os alunos do 7.ºD e os que frequentam o 10.º ano. Estas sessões pretenderam dar a conhecer a Biblioteca e o seu modo de funcionamento, os serviços e recursos existentes, bem como o sistema de arrumação dos documentos.

CONHECER A BIBLIOTECA 



Também os pais/encarregados de educação dos alunos do 5.º ano foram convidados a participar numa sessão de sensibilização sobre a Biblioteca Escolar, para uma melhor integração dos seus educandos na dinâmica e atividades da Biblioteca


BIBLIOTECAS DO 1º CICLO
Na Biblioteca das Escolas do 1º Ciclo deu-se início às actividades de dinamização dos intervalos e ao processo relativo ao empréstimo domiciliário, assim como ao Projeto de Leitura em Vai e Vem para as crianças da educação Pré-Escolar. Este projeto pretende promover a leitura envolvendo a família.




Comemorou-se, também, em parceria com o Projeto de Educação para a Saúde e Educação Sexual (PESES), o Dia Mundial da Alimentação, com várias iniciativas em todas as escolas. A de maior visibilidade foi a da promoção da “Sopa”, pela importância que o seu consumo diário tem na manutenção de uma alimentação equilibrada e saudável e pela sua riqueza nutricional e baixo valor calórico. Deste modo, na Escola Básica Nº2 de Avelar realizou-se, dinamizada pela disciplina de Ciências Naturais em parceria com a Biblioteca, a atividade SOPAS.COME, que consistiu em vender, a presos simbólicos, saquinhos com os ingredientes para a realização de diferentes sopas, acompanhados das respetivas receitas e informação nutricional. Já na Escola Básica e Secundária de Ansião, realizou-se, dinamizada pela Biblioteca e com a parceria do Centro de Ocupação de Jovens de Ansião (COJ), a Educação Especial e a disciplina de Ciências Naturais, uma venda simbólica de vários tipos de sopas: caldo verde, sopa de peixe, sopa de espinafres, sopa de grão, sopa de feijão e canja. As iniciativas pretenderam sensibilizar e incutir nos jovens o hábito de comer sopa, que nem sempre é apreciada por esta faixa etária.


No dia 24 de outubro comemorou-se o Dia Internacional das Bibliotecas Escolares com a atividade “Livros às Cegas”. Esta iniciativa consistiu em desafiar os leitores a escolher um livro embrulhado em papel pardo, sem saber qual o nome do autor, sem ver o design da capa ou saber o título, apenas pela leitura da sinopse ou parte dela ou de algumas pistas escritas no papel. Os mais atentos conseguiram encontrar pistas na pequena descrição e perceber de que livro ou autor se tratava, mas em alguns casos, o encontro leitor-livro foi mesmo às cegas. Foram muitos, entre alunos, professores e funcionários, os que aceitaram o desafio de levar para casa um livro neste dia. Para terminar as atividades dinamizadas neste dia, ao fim da tarde na Biblioteca da Escola sede, teve lugar a atividade Chá com Letras. Esta iniciativa teve como intuito empossar os novos Embaixadores de leitura do ano 2016/2017, que depois da tomada de posse da nova função, nos deliciaram com uma leitura dramatizada e declamação de poemas, perante uma plateia composta pelos seus pais/encarregados de educação, professores, a Dra. Lucília Santos, Coordenadora Interconcelhia da RBE e elementos da Direção do AEA. 

Os Embaixadores de Leitura são uma iniciativa da Rede de Bibliotecas de Ansião (RBANS), que surge no seguimento do concurso concelhio de leitura em voz alta “Ler é AltaMente”. Tem como finalidade valorizar e reconhecer os participantes, atribuindo-lhes papéis ativos na promoção da leitura, na área geográfica do concelho de Ansião. Deste modo, os principais objetivos desta iniciativa são: Incentivar hábitos de leitura na escola e na comunidade; Contribuir para a formação de leitores autónomos e competentes e Desenvolver o gosto por iniciativas de caráter cultural. 

Foram designados nove alunos por se encontrarem numa das seguintes condições: ter sido finalistas, na prova final do concurso, nas modalidades D e E (2º Ciclo) e ter sido vencedor/a, na prova final do concurso, nas modalidades A, B e C (1º Ciclo) ficando, assim, representantes do livro e da leitura no concelho. Esperamos que passem a mensagem e que deem o seu testemunho sobre o prazer de ler. 
No fim, como não poderia deixar de ser, foram servidos deliciosos chás e bolinhos, bem saboreados por alunos, professores e convidados.



PROJETO MILD 



No dia 26 de outubro duas turmas do 11.º ano da Escola Dr. Pascoal José de Mello, uma do ensino regular e outra do ensino profissional realizaram um teste piloto, no âmbito da construção do Manual de Instruções para a Literacia Digital (MILD), para o qual o Agrupamento foi convidado a participar pela Rede de Bibliotecas Escolares. 

Este projeto, apoiado pela Fundação Calouste Gulbenkian e no qual a Rede de Bibliotecas Escolares tem colaborado, visa a criação de um portal para desenvolver as competências digitais dos jovens no Ensino Secundário, nos domínios da leitura, dos media e da cidadania. 

Foi solicitado aos alunos que navegassem pelo portal, o experimentassem e, no final, registassem a sua opinião através do preenchimento de um questionário. 

Estes testes pilotos estão a ser realizados a nível nacional, em várias escolas secundárias, com amostras aleatórias e cujos resultados, depois de analisados poderão contribuir para melhorar a sua conceção antes de ser disponibilizado, de maneira a que possa ser utilizado pelas escolas, quer ao nível curricular, quer ao nível de atividades nas Bibliotecas. 



LI, GOSTEI E RECOMENDO/ LEITURAS AO SABOR DA MÚSICA 



Ao longo do mês, deu-se continuidade ao projeto de leitura designado de “Leituras ao Sabor da Música”, inserido num outro projeto denominado “Li, Gostei e Recomendo”, com as turmas do 2º e 3º Ciclos, no âmbito da atividade de Biblioteca de Turma da disciplina de Português. Se, por um lado, este tempo promove nos alunos o gosto pelo livro e os hábitos de leitura, por outro, desenvolve competências de leitura e de escrita, como sejam a organização e a coesão textuais, o alargamento vocabular e incentiva ainda a criatividade. 

Na junção das duas atividades, pretende-se, ainda, divulgar os novos livros adquiridos pela Biblioteca e incrementar o empréstimo domiciliário. 


As atividades deste mês terminaram na noite de sexta-feira, dia 28 de outubro, na qual 20 alunos do 5.º ano de escolaridade, da Escola Dr. Pascoal José de Mello, em Ansião, tiveram oportunidade de passar uma noite diferente e divertida (ou talvez assustadora) na Biblioteca Escolar. 

A iniciativa chamou-se “Noite de Bruxas na Biblioteca Escolar” e teve como objetivo promover a integração destes alunos mais novos, no espaço da Biblioteca e na própria escola e pretende também aproximar mais os alunos do mundo dos livros e da leitura. 

Nesta noite quase mágica, os alunos tiveram a oportunidade de vivenciar muitas aventuras e experiências, no meio do fantástico mundo dos livros (e das bruxas). Do programa fizeram parte: um jantar partilhado, um bibliopaper, uma sessão de contos, jogos variados e uma dormida no labirinto das estantes. 


As professoras Maria José Cristóvão e Conceição Ferreira 








E de novo cá estamos, como em anos anteriores, com novas atividades, novas propostas, novos concursos.
Aqui ficam mais duas sugestões/convites para interagires com a nossa biblioteca. Atreve-te!!



 Regulamento
Clica na imagem para veres o Regulamento






 Regulamento
Clica na imagem para veres o Regulamento

30 de setembro de 2016

Formação de utilizadores



Utilizadores? Sim, todos aqueles que utilizam a biblioteca, são UTILIZADORES deste espaço.
Mas é preciso ter formação para utilizar a biblioteca? É conveniente, sim.
Suponham que querem fazer uma pesquisa sobre determinado assunto e vão à biblioteca, para esse efeito. Ui...Tantos livros! Teremos que passar meio dia até descobrir o que realmente nos interessa?
Não, se soubermos como proceder. 
Foi isso que a Turma D do 6º ano esteve hoje a fazer na biblioteca escolar de Avelar, na aula de Educação para a Cidadania. Enquanto foi projetado um filme sobre o assunto, a professora Conceição Ferreira, em conversa com os alunos, foi explicando: como se procura um livro? O que são as classes, a cota, os temas, as estantes, as prateleiras?
A visita à biblioteca  terminou com uma atividade que teve como objetivo testar se os alunos compreenderam este funcionamento, e se conseguem, realmente, procurar um livro.
Agora vamos esperar que a experiência dê frutos! 







19 de setembro de 2016

Novo ano, novas leituras!

Eis-nos chegados ao início de mais um ano letivo.
Com ele, como habitualmente, aqui ficam os votos de um novo ano com muito sucesso, muitas aprendizagens, muitas aventuras e...muitos sonhos!
Qual é o "ingrediente" comum a todas estas coisas? O livro, pois claro!
É por isso que, a par do sucesso escolar, a equipa da biblioteca vos deseja também muitas e boas leituras. Visitem-nos!


24 de julho de 2016

Férias!!



Terminado o ano letivo, vem o mereciso descanso!
Por isso, seja qual for o vosso destino, a equipa da biblioteca deseja a todos:

  • Bons momentos
  • Bom descanso
  • Boas leituras!

Cá estaremos no próximo ano, com novas propostas, novas atividades, e muitos livros.

3 de junho de 2016

Chegada de Vasco da Gama à Índia



No âmbito das disciplinas de história e português, sob a responsabilidade das professoras Anabela Simões e Eunice Oliveira,  e com a parceria da biblioteca escolar, os alunos do 8º D e E, comemoraram, no dia 3 de junho, a chegada de Vasco da Gama à Índia.
Através de uma pequena dramatização na qual vestiram as personagens daquela época histórica, assinalaram, de forma brilhante, os cerca de 500 anos da descoberta do caminho marítimo para a Índia.
Assistiram a esta iniciativa todos os alunos dos 2º e 3º ciclos da escola n.º2 de Avelar.
Parabéns aos alunos e às professoras Eunice e Anabela, pelo excelente trabalho!

Clicar para ver o filme



Podem ainda ver aqui mais fotografias




Final do concurso Ler é Altamente!



No passado dia 28 de maio, tal como estava agendado, decorreu, num ambiente de festa, a prova final da 2ª edição do concurso "Ler é AltaMente".
Mais uma vez, os nossos alunos brilharam no palco do Auditório Municipal, onde mostraram a sua arte de leitores.
Os prémios não chegavam para todos, mas o mais importante foi participar!
A todos, muitos PARABÉNS!


Clicar para ver mais fotografias

Eis a lista de vencedores:

Maria Leonor Rodrigues Rosa, do Centro Escolar de Avelar, do 2º ano de escolaridade;

Lara Freire Silva, do Centro Escolar de Santiago da Guarda, do 3º ano de escolaridade;

Inês Elísio Lopes, da Escola Básica de Ansião, do 4º ano de escolaridade;

Teresa Lopes Tomás, do Instituto Vasco da Gama, do 5º ano de escolaridade;

Ana Rita Tomás, do Instituto Vasco da Gama, do 6º ano de escolaridade.

10 de maio de 2016

Concurso Ler é AltaMente



Conforme já anunciado oportunamente, o Agrupamento de Escolas de Ansião e a Câmara Municipal, através do Grupo da Rede Concelhia de Bibliotecas formado pelas professoras bibliotecárias do Agrupamento de Escolas de Ansião, pela bibliotecária municipal e pela coordenadora interconcelhia da Rede de Bibliotecas Escolares promovem, este ano letivo, a 2ª Edição do Concurso Concelhio de Leitura em Voz Alta “Ler é AltaMente”. Inscreveram-se 275 alunos, do 2º, 3º, 4º, 5º e 6º ano, que prestaram provas na 1ª fase entre os dias 7 e 14 de abril. As provas realizadas consistiram na leitura de um excerto das obras anunciadas.
Clicar para ver mais fotografias
O júri foi constituído pelas professoras bibliotecárias do Agrupamento de Escolas de Ansião, pela bibliotecária municipal e, no caso do 2.º ciclo, por uma professora de português.

Após estas provas, que se realizaram entre 6 e 10 de Maio, ficaram selecionados 22 alunos e alunas que iremos ouvir na prova final, no dia 28 de maio, e que pretendemos que seja uma grande festa. 

Independentemente de quem venha a ganhar, todos os participantes merecem da nossa parte um grande "PARABÉNS", não só pela disponibilidade manifestada, mas também pelo seu brilhante desempenho.

23 de abril de 2016

25 de Abril

É sempre lindo celebrar a LIBERDADE!
Foi isso que pensaram as professoras Conceição e Anabela, e, num trabalho conjunto que envolveu a disciplina de História, a Biblioteca Escolar e alguns alunos,  assim  se comemorou, antecipadamente,  o 25 de Abril na Escola Básica nº 2 de Avelar.
Parabéns a todos. 

Ver filme

Dia Mundial do Livro




Um livro
Levou-me um livro em viagem
não sei por onde é que andei
Corri o Alasca, o deserto
andei com o sultão no Brunei?
P’ra falar verdade, não sei
Com um livro cruzei o mar,
não sei com quem naveguei.
Com marinheiros, corsários,
tremendo de febres e medo?
P’ra falar verdade não sei.
Um livro levou-me p’ra longe
não sei por onde é que andei.
Por cidades devastadas
no meio da fome e da guerra?
P’ra falar verdade não sei.
Um livro levou-me com ele
até ao coração de alguém
E aí me enamorei –
de uns olhos ou de uns cabelos?
P’ra falar verdade não sei.
Um livro num passe de mágica
tocou-me com o seu feitiço:
Deu-me a paz e deu-me a guerra,
mostrou-me as faces do homem
– porque um livro é tudo isso.
Levou-me um livro com ele
pelo mundo a passear
Não me perdi nem me achei
– porque um livro é afinal…
um pouco da vida, bem sei.


                                                                    O G é um gato enroscado, João Pedro Mésseder

A pensar neste dia 23 de abril - Dia Mundial do Livro e dos direitos de autor -, publicamos aqui mais umas fotos dos nossos leitores “ao sabor da música”:


Ver mais fotografias



Na biblioteca escolar, deu-se continuidade ao projeto de leitura designado de “Leituras ao Sabor da Música” com turmas do 7º e do 8º, no âmbito da atividade de Biblioteca de Turma da disciplina de Português. Se por um lado este tempo promove nos alunos o gosto pelo livro e os hábitos de leitura, por outro desenvolve competências de leitura e de escrita, como sejam a organização e a coesão textuais e o alargamento vocabular, e incentiva ainda a criatividade.

22 de abril de 2016

Concurso Nacional de Leitura

Concurso
Nacional de                                           
Leitura - 2015/2016


O Concurso Nacional de Leitura já faz parte das atividades das Bibliotecas Escolares do Agrupamento. Este ano uma vez mais, organizámos e concretizámos a 1.ª fase deste concurso de âmbito nacional para os alunos do 3.º ciclo e Secundário: uma prova escrita que avaliou o conhecimento de duas obras literárias selecionadas e recolheu a impressão pessoal dessas leituras. 

Dos participantes nesta fase, ficaram selecionados nas duas escolas aqueles que nos representariam na Fase Distrital: 

Escola Básica de Avelar :


3ºciclo:

- Carla Silveiro Cardoso, nº 5, do 8.ºE;
- Elsa Isabel Duarte, nº 4, e
- Simão Gonçalves, nº 15, do 9.ºF.


Escola Dr. Pascoal José de Mello :

3ºciclo:


Carlota Simões Ferreira, nº 1, do 7.º C;
Laura Afonso Costa, nº 7, do 7.ºB
Nélia Cristina Marques, nº 17, do 9.º C.

Ensino Secundário

Margarida Fernandes Lopes, nº 16, do 10.ºC;
Bárbara Gonçalves Pina, nº 3, do 10.ºD
Mariana Neves Roque, nº 16, do 10.ºD.




E assim foi. No dia 13 de abril, partimos (os representantes das duas escolas, acompanhados pelas professoras coordenadoras do Concurso e pelas professoras bibliotecárias) cerca das 11h00 rumo no Museu de Leiria, onde decorreram as provas escritas. Para estas provas, os alunos do 3.º ciclo tiveram de ler a História de um caracol que descobriu a importância da lentidão, de Luís Sepúlveda, e dois contos da obra Contos vagabundos, de Mário de Carvalho. Os alunos do Secundário prepararam as obras O monge que vendeu o seu Ferrari: uma fábula espiritual, de Robin Sharma, e dois contos da obra Contos, de Vergílio Ferreira. 

No dia da realização da prova, os alunos resolveram-na com relativa facilidade, segundo suas declarações, por pouco não tendo um deles sido apurado para a prova oral que decorreu no antigo mercado municipal. 

A participação nesta iniciativa do Plano Nacional de Leitura (PNL) mereceu contudo nota positiva - pela presença e participação dos nossos alunos nesta iniciativa, e sobretudo pela experiência que lhes proporcionou: um momento de partilha e de prazer em torno dos livros e da leitura. 

Ver mais fotos



Além de contribuir para a dinamização cultural da escola, nomeadamente no que diz respeito à dinâmica de leitura que implementa, esta iniciativa fomenta o gosto pelo livro e pela escrita, concorrendo simultaneamente para a aquisição de competências transversais, tais como a capacidade de interpretação e de expressão. 

Um Bem-haja para todos os participantes! Para o ano cá estaremos e contamos convosco! 








21 de março de 2016

Dia Mundial da Poesia



       21 de março

Assim começa o livro de Maria Alberta Menéres, O Poeta faz-se aos dez anos.

“Falar de poesia a crianças. Mas como? Dizer o que é a poesia? Dar uma definição rigorosa ou sugestiva?
Há algum tempo assisti a um colóquio em que o tema central era precisamente a poesia.
Era um colóquio para jovens e eu sentava-me junto de alguns, ouvindo alguém que se esforçava por demonstrar que não era possível dizer o que era a poesia.
Ao meu lado, baixinho, para não interromper, o Fernando indignou-se:
- Ora esta!, Mas eu sei o que é…
Eu – Então diz lá.
Fernando – A poesia é a beleza da vida.
Eu – Parece-me que tens razão.
Logo o João se meteu na conversa:
- Então as coisas feias não têm poesia?!
Eu – Parece-me que tens razão: as coisas feias também têm poesia.
Salta o André:
- Nesse caso, a poesia pode ser o sentido das coisas.”


Pela parte que nos cabe, gostaríamos apenas de despertar a poeta que existe em cada um dos nossos alunos, aos dez, aos onze, aos doze…


E, porque é impensável assinalar  este dia, sem poesia, aqui ficam as palavras de Sophia de Mello Breyner Andresen.


Liberdade

O poema é
A liberdade

Um poema não se programa
Porém a disciplina
— Sílaba por sílaba —
O acompanha

Sílaba por sílaba
O poema emerge
— Como se os deuses o dessem
O fazemos

Sophia de Mello Breyner Andresen, in "O Nome das Coisas"